Mindfulness: A prática que ajuda a reduzir o estresse e a ansiedade

A vida moderna pode ser extremamente estressante, especialmente quando estamos lidando com várias responsabilidades ao mesmo tempo. Muitas pessoas recorrem a medicamentos para lidar com a ansiedade e o estresse, mas há uma alternativa natural e eficaz: o mindfulness.

Neste artigo, explicaremos o que é mindfulness, como praticá-lo e os benefícios que ele pode trazer para a saúde mental, além de apresentar estudos científicos que comprovam seus benefícios.

O que é mindfulness?

Mindfulness é uma prática que envolve prestar atenção intencional e sem julgamento ao momento presente. Isso pode ser feito por meio da meditação, mas também pode ser aplicado em atividades cotidianas, como comer, caminhar ou até mesmo escovar os dentes.

O objetivo é treinar a mente para estar completamente presente no momento atual, em vez de se preocupar com o passado ou o futuro.

Benefícios do mindfulness:

Reduz o estresse e a ansiedade: Quando estamos presentes no momento presente, não estamos preocupados com o futuro ou nos arrependendo do passado. Isso pode ajudar a reduzir a ansiedade e o estresse.

Melhora a concentração: A prática de mindfulness pode ajudar a melhorar a concentração e a clareza mental.

Ajuda a lidar com a dor: Vários estudos mostram que a prática de mindfulness pode ajudar a reduzir a percepção da dor física e emocional.

Melhora a qualidade do sono: A prática regular de mindfulness pode ajudar a melhorar a qualidade do sono, ajudando a relaxar o corpo e a mente.

Estudos científicos:

Vários estudos científicos foram realizados sobre os benefícios do mindfulness.

Um estudo publicado no Journal of the American Medical Association (JAMA) mostrou que a meditação mindfulness pode ajudar a reduzir a ansiedade e a depressão.

Outro estudo, publicado no Journal of Psychosomatic Research, mostrou que a prática de mindfulness pode ajudar a reduzir o estresse em profissionais de saúde.

Outra pesquisa, conduzida pela Universidade de Wisconsin-Madison, mostrou que a prática de mindfulness pode ajudar a melhorar a atenção e a memória.

Além disso, um estudo conduzido por pesquisadores da Universidade de Toronto e da Universidade de Harvard mostrou que a prática de mindfulness pode ajudar a reduzir o estresse e melhorar a saúde cardiovascular.

Estes estudos mostraram que a prática de mindfulness pode ajudar a melhorar a saúde mental, reduzindo a ansiedade, o estresse e a dor. Embora a meditação seja uma das maneiras mais comuns de praticar mindfulness, é possível aplicar a técnica em atividades cotidianas, como caminhar, cozinhar, tomar banho e até mesmo trabalhar. A chave é estar presente e consciente do momento presente, sem julgamentos ou distrações.

Além dos benefícios mencionados acima, a prática de mindfulness também pode ajudar a melhorar a autoconsciência, a autoestima e a empatia. Ao estar mais consciente do momento presente, somos capazes de nos compreender melhor e compreender melhor os outros. Isso pode levar a uma melhor comunicação, relacionamentos mais saudáveis ​​e maior compaixão.

Outro aspecto importante da prática de mindfulness é a aceitação. Quando praticamos a aceitação, estamos abertos a experiências e emoções, sem tentar controlá-las ou julgá-las. Isso pode ser desafiador para muitas pessoas, especialmente aquelas que estão acostumadas a se preocupar com o passado ou o futuro. No entanto, a aceitação é uma habilidade que pode ser desenvolvida com a prática e pode levar a uma maior resiliência e bem-estar emocional.

Embora a prática de mindfulness possa parecer simples, é preciso desenvolver a disciplina para praticá-la, estabelecendo uma rotina diária de prática, mesmo que seja apenas alguns minutos por dia.

Se você é um iniciante na prática de mindfulness, pode parecer um pouco assustador no começo, mas não precisa ser assim. Começar com pequenos passos é a chave para estabelecer uma rotina de prática regular. 

Aqui estão algumas dicas para ajudá-lo a começar:

  1. Encontre um lugar tranquilo: Escolha um lugar calmo e silencioso para praticar, onde você possa ficar confortável e relaxado.
  2. Comece com a respiração: Feche os olhos e concentre-se na sua respiração. Sinta o ar entrando e saindo do seu corpo e tente não se distrair com outros pensamentos.
  3. Use sua respiração como âncora: Quando você perceber que sua mente começou a divagar, simplesmente volte sua atenção para sua respiração. Use sua respiração como uma âncora para o momento presente.
  4. Pratique a aceitação: Não se preocupe se sua mente vagar durante a prática. A aceitação é uma parte importante da prática de mindfulness. Aceite seus pensamentos e emoções sem julgá-los ou tentar controlá-los.
  5. Comece com sessões curtas: É melhor começar com sessões curtas de 5 a 10 minutos e aumentar gradualmente o tempo de prática conforme se sentir mais confortável.
  6. Seja consistente: Tente praticar mindfulness todos os dias, mesmo que seja por apenas alguns minutos. A consistência é fundamental para estabelecer uma rotina de prática regular.
  7. Experimente diferentes técnicas: Existem muitas técnicas de mindfulness diferentes, como a meditação, a prática de atenção plena em atividades diárias e a prática de atenção plena ao comer. Experimente diferentes técnicas para descobrir qual funciona melhor para você.
  8. Use recursos on-line: Existem muitos recursos online disponíveis, como aplicativos de meditação, vídeos de meditação guiada e podcasts de mindfulness, que podem ajudá-lo a manter uma rotina de prática regular

O livro “A Arte da Meditação”, de Jon Kabat-Zinn, é uma referência importante sobre a prática de mindfulness. Kabat-Zinn é um renomado pesquisador e praticante de mindfulness, professor Emérito de Medicina e diretor fundador da Clínica de Redução do Stress e do Centro de Atenção Plena em Medicina, na Escola Médica da Universidade de Massachusetts. Seu livro é uma excelente introdução ao tema para iniciantes.

Lembre-se de que a prática de mindfulness não é uma cura milagrosa para todos os seus problemas, mas pode ser uma ferramenta valiosa para ajudá-lo a lidar melhor com o estresse, a ansiedade e outras emoções difíceis. 

Com a prática regular, você pode desenvolver habilidades de autoconsciência e auto aceitação, que podem melhorar sua saúde mental e seu bem-estar emocional. Experimente e perceba os benefícios em sua vida.

Artigo enviado por Iara Guilherme: Terapeuta integrativa, pedagoga, escritora, palestrante e consultora em gestão de estresse, Ciência do Bem-Estar e Mindfulness.

Referências:

Kabat-Zinn, J. (2013). A arte da meditação. Cultrix.

Creswell, J. D., & Lindsay, E. K. (2014). How does mindfulness training affect health? A mindfulness stress buffering account. Current Directions in Psychological Science, 23(6), 401-407.

Hofmann, S. G., Sawyer, A. T., Witt, A. A., & Oh, D. (2010). The effect of mindfulness-based therapy on anxiety and depression: A meta-analytic review. Journal of consulting and clinical psychology, 78(2), 169-183.

Davis, D. M., & Hayes, J. A. (2011). What are the benefits of mindfulness? A practice review of psychotherapy-related research. Psychotherapy, 48(2), 198-208.

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Iara Guilherme