Pesquisa mostra avaliação do público sobre os desfiles no Sambódromo e Carnaval de Rua

Estudo realizado pelo Observatório de Turismo e Eventos durante desfile no Anhembi e o primeiro levantamento feito no Carnaval de Rua mostraram perfil do folião e sua opinião sobre os dois grandes eventos 

 

 

Turismo SP

 

O Observatório de Turismo e Eventos, núcleo de estudos e pesquisas da São Paulo Turismo (SPTuris, empresa municipal de turismo e eventos), divulgou um levantamento sobre o perfil de público e avaliação do Carnaval Paulistano. Os resultados mostram boa avaliação do público tanto para o Desfile no Sambódromo quanto para o Carnaval de Rua, realizado em diversos pontos da cidade.

Um dos destaques na pesquisa realizada com o público que foi ao desfile no Sambódromo do Anhembi diz respeito ao aumento no número de turistas estrangeiros, que cresceu 73% em relação ao ano de 2014. Turistas nacionais cresceram 22%.

Em relação ao Carnaval de Rua, 100% afirmaram que a Prefeitura deve continuar apoiando o evento na capital. O dado faz parte de pesquisa realizada pela primeira vez no evento, que também recebeu aprovação de mais de 91% dos foliões no requisito organização.

Para o secretário municipal para Assuntos de Turismo e presidente da SPTuris, Wilson Poit, as duas pesquisas são de extrema importância para prepararmos os eventos do próximo ano. “Com esses dados em mãos é possível avaliar a impressão dos foliões e o que eles anseiam para o carnaval de 2016. Cerca de 90% do público aprovou o esquema de segurança, e nosso objetivo é melhorar ainda mais. O resultado positivo só fortalece que o Carnaval Paulistano cresce a cada ano e agrada a maioria”, disse.

Pesquisa no Sambódromo

Pelo 11º ano consecutivo, o Observatório realizou pesquisa para saber quem é o público que lota a Passarela do Samba para prestigiar os Desfiles das Escolas do Grupo Especial. Além da presença dos turistas nacionais, que cresceu em 22% em relação a 2014, o Sambódromo recebeu, entre turistas internacionais, estadunidenses, ingleses, colombianos e japoneses.

Crescimento e melhorias

Levantamento mostrou que o gasto médio dos turistas aumentou 9,2% em relação a 2013. O perfil do público, apesar de permanecer predominantemente feminino, recebeu um número maior de pessoas do gênero masculino, aumentando em 47,3% em relação aos últimos três anos.

Crescimento notável também aconteceu com a faixa etária do público entre 40 e 49 anos. Embora as pessoas com idade entre 30 e 39 anos continue sendo a maioria dos que assistem ao desfile, visitantes com 40 a 49 anos aumentaram em 12% a presença no Sambódromo, em relação a 2014.
Também cresceu em 21,3% o número de pessoas que estiveram pela primeira vez no Sambódromo, em relação a 2014.

A organização do evento na Avenida foi bem avaliada por 76% dos entrevistados, que afirmaram melhorias em relação aos anos anteriores. A receita com o turismo dos foliões que vieram para o Sambódromo chegou a R$ 92 milhões este ano. Um aumento de 2,2% em relação a 2014.

Aprovação nas Redes Sociais

Monitoramento realizado nas principais redes sociais utilizadas pelos internautas sobre o Desfile das Escolas de Samba do Grupo Especial, coletou mais de 50 mil mensagens e fotos com referências como “Carnaval em São Paulo”, “desfile” “escola de samba”, entre outras.

A avaliação mostra que quase 100% das menções ao Sambódromo do Anhembi são positivas. Além disso, foram mais de 14 milhões de pessoas alcançadas na audiência direta e indireta de todas as mensagens postadas nas redes.

Pesquisa no Carnaval de Rua

Pela primeira vez, o núcleo de pesquisas da SPTuris realizou levantamento sobre o público que agita os blocos do Carnaval de Rua de São Paulo e sobre a avaliação destes para a organização, limpeza e segurança do evento. Os resultados foram satisfatórios e demonstraram 100% de aprovação do público.

Quem pula Carnaval de Rua

Os paulistanos estão entre a maioria do público que participa do Carnaval de Rua, sendo eles 75,9%. Entretanto, o evento também recebe turistas nacionais e estrangeiros, que juntos somam 15,6%. Diferente do que acontece na Passarela do Samba, a predominância, neste evento, é do gênero masculino, que representa 53,1% dos foliões. É também o público jovem quem domina a festa carnavalesca: faixa etária de 24 a 29 anos representa 37,9% e de 30 a 39 anos representa 31,5%. Além disso, 42% do público optou por ficar na cidade só para curtir a programação.

Quem pula o Carnaval de Rua fica na cidade em média 3,8 dias e tem um gasto médio de R$ 719 no período.  E a receita com o turismo dos foliões que aproveitaram os blocos de rua chega a R$ 74 milhões.

Avaliação

A organização do evento foi bem avaliada por mais de 91% dos entrevistados, que afirmaram estar melhor do que em anos anteriores. Além disso, cerca de 90% das pessoas aprovaram o esquema de segurança e mais de 86% do público afirmou que as ruas estavam limpas para a passagem dos blocos.

Um dado de destaque: 100% dos entrevistados afirmaram que a Prefeitura deve continuar fazendo o Carnaval de Rua.

Aprovação nas Redes Sociais

Além da aprovação na pesquisa, a avaliação realizada nas principais redes sociais, com quase 18 mil postagens feitas entre os dias 7 e 16 de fevereiro, mostrou que 89,4% das mensagens foram positivas ou neutras.

A audiência direta e indireta do total de mensagens analisadas chega a 9,3 milhões de usuários das plataformas sociais.

Para visualizar o perfil de público completo do carnaval paulistano e o levantamento de mídias sociais, acesse: http://www.observatoriodoturismo.com.br/

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...