Rede Colabora Litoral sem Covid-19 presenteia profissionais

escolhidos pela comunidade que estão na linha de frente na pandemia e distribui 2 mil máscaras de proteção. 

Profissionais de Saúde de São Sebastião e Caraguatatuba são presenteados com kit gratitude


O projeto colaborativo ‘Alinhavos de esperança a iluminar a travessia’  tem conseguido unir duas necessidades no Litoral Norte de SP: valorizar os profissionais de serviços essenciais cujas atividades não puderam ser interrompidas na pandemia da COVID-19 e gerar renda aos pequenos empreendedores locais com a produção artesanal de 2 mil máscaras de tecido. A ideia é ajudar a proteger comunidades vulneráveis e grupos de risco e minimizar os efeitos da crise socioeconômica no turismo durante a quarentena.

Vencedor do edital patrocinado pela EDP, distribuidora de energia da região e com o apoio do Instituto EDP, o projeto iniciou, neste mês de julho a distribuição de 200 “Kits Gratitude” com presentes artesanais e de gastronomia feitos pelos empreendedores locais. Nesse kit, há, também, um cartão com mensagens de voluntários e alunos para surpreender, agradecer e presentear profissionais das áreas da saúde e educação; de serviços públicos como limpeza urbana, energia, água e gás; serviços essenciais como mercado e farmácia, entregas, que atuam em cemitérios e lideranças comunitárias voluntárias.

Saskia Póstuma, que é fisioterapeuta nos hospitais de São Sebastião e Ilhabela, foi uma das pessoas presenteadas pela iniciativa, cuja indicação veio de Maíra Amaral, professora e moradora de São Sebastião. “É bom saber que tem pessoas do bem que ajudam a deixar nossos dias mais leves nesses tempos difíceis, ainda mais na área da saúde, que está tão tensa nesse período. Gratidão por reconhecer nossos profissionais e nosso trabalho”, comenta Saskia. Cada profissional homenageado com o “Kit Gratitude” é indicado por algum membro da comunidade ou da própria rede local que criou essa iniciativa.

O Alinhavos de Esperança também está distribuindo um material educativo com dicas de prevenção ao COVID-19 e 2 mil máscaras de tecido para pessoas de grupos de risco e para habitantes de pelo menos oito comunidades de alta vulnerabilidade social. “As máscaras de tecido são produzidas por costureiras e costureiros locais que tiveram suas rendas impactadas por conta da pandemia”, comenta Fabíola Lima, artesã integrante do projeto e representante do arranjo coletivo chamado Beco do Picaré e da Rede São Francisco.

O projeto Alinhavos de Esperança foi criado pela Rede Colabora Litoral Sem COVID-19, rede colaborativa local que tem como foco a economia compartilhada e a solidariedade. Cocriado no início da pandemia pela empresa Barlavento Coworking, a Fatec de São Sebastião e o Instituto Supereco, agregou novos parceiros durante o enfrentamento desse desafio comum. Tem como objetivo criar ações integradas de prevenção imediata e combate ao contágio da COVID-19 e atender as populações que vivem em regiões de alta vulnerabilidade social do litoral norte de SP.

Esta é a segunda iniciativa promovida pela rede, que atualmente é composta por 09 instituições. “A Rede Colabora Litoral Sem Covid-19 está aumentando e, para nós, é uma grande alegria ver que outras empresas e entidades, não apenas da região, estão se juntando à Rede. São em momentos como esse que percebemos a importância dos arranjos locais se unirem e trabalharem em grupo em prol de uma causa tão urgente e necessária, que tem amparado tantas pessoas”, avalia Marcelo Forestieri, do Barlavento Coworking. O Alinhavos de Esperança segue até setembro.

Sobre o Instituto Supereco

O Instituto Supereco, proponente do Alinhavos de Esperança e contemplado no edital da EDP, é uma organização da sociedade civil de interesse público (OSCIP), fundada em 1994, com renomada atuação nos vários campos da educação, comunicação, conservação e sustentabilidade. Atua com grande capacidade de mobilização social e fortalecimento do protagonismo comunitário. Há 15 anos no litoral norte de SP, é fomentadora institucional de iniciativas ecoempreendedoras como o Beco do Picaré e a Rede São Francisco. Com 24 programas e projetos socioambientais já desenvolvidos em vários biomas do Brasil, e mais de um milhão de beneficiários por suas ações, tem como causa cuidar das pessoas. Para o instituto, cada ser humano é um potencial agente de transformação socioambiental no seu endereço ecológico e o equilíbrio do planeta será uma consequência desta mudança pessoal e coletiva. Suas pautas ambientais são: oceano, águas, florestas, clima e sociedade.

Saiba mais em:  https://www.supereco.org.br/

Facebook, Instagram e LinkedIn: @institutosupereco

Sobre a Rede Colabora Litoral Sem Covid-19

A Rede teve início durante a pandemia, quando o Barlavento Coworking se uniu à FATEC de São Sebastião para auxiliar na produção de EPIs (face shields), parceria que deu início ao Laboratório de Inovação e Criatividade, localizado nas dependências da Faculdade. O Instituto Supereco logo juntou sua experiência em projetos socioambientais e arranjos produtivos locais da economia colaborativa, como o Beco do Picaré e Rede São Francisco formada por comunitários do litoral. Atualmente, 12 parceiros da Rede Colabora Litoral apoiam o projeto Alinhavos de Esperança: Instituto Supereco, Barlavento Coworking, Beco do Picaré, OBME – Organização Brasileira de Mulheres Empresárias, CEAG – Centro de Educação Ambiental de Guarulhos, APlanet, FATEC, FASS, Centro Universitário Módulo, Instituto Baleia à Vista, Yatch Club de Ilhabela e Rádio Caraguá FM.

Sobre o IEDP

Desde que foi fundado em 2009, o Instituto EDP investiu mais de R$ 100 milhões em projetos socioculturais, que beneficiaram cerca de 3 milhões de pessoas em cerca de 400 programas espalhados por todo o País. Somente em 2019, iniciativas apoiadas pela organização favoreceram 82 mil moradores das comunidades do entorno das áreas de atuação da Companhia. O Instituto EDP tem como responsabilidade estruturar os investimentos e as iniciativas sociais da EDP em frentes ligadas à valorização da Língua Portuguesa, à educação, ao desenvolvimento local com geração de renda, ao empreendedorismo e ao voluntariado, por meio do esporte, cultura e saúde.

https://brasil.edp.com/pt-br/instituto-edp

Sobre a EDP no Brasil

Com mais de 20 anos de atuação, a EDP é uma das maiores empresas privadas do setor elétrico a operar em toda a cadeia de valor. A companhia, que tem mais de 10 mil colaboradores diretos e terceirizados, atua em Transmissão, Comercialização e Serviços de Energia, e possui seis unidades de geração hidrelétrica e uma termelétrica. Em Distribuição, atende cerca de 3,5 milhões de clientes em São Paulo e no Espírito Santo, além de ser a principal acionista da Celesc, em Santa Catarina. No Brasil, é referência em áreas como Inovação, Governança e Sustentabilidade, estando há 14 anos consecutivos no Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE) da B3.

https://www.edp.com.br/
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *